Marketing Político – uma Abordagem Diferente.

Gerson Severo Oliveira Dantas

Orientador: Profª Laura Jane Bezerra

1999

Resumo

   Este trabalho pretende analisar o fenômeno do marketing político, entendendo sua história, o contexto em que ele surge e, principalmente, sua necessária transformação em marketing de relacionamento devido às restrições impostas pela legislação eleitoral brasileira.

  Para ilustrar essa transformação, o trabalho tentará mostrar como as estratégias criadas pelo “marketeiros” funcionaram na última eleição para o governo do estado do Amazonas, analisando especificamente a campanha do governador reeleito do Amazonas, Amazonino Armando Mendes (PFL).

  Com marco histórico, identificamos a eleição para a presidência da república dos Estados Unidos  de 1952, quando o canditado-presidente Dwight Eisenhower, do Partido Republicano, recorreu a uma agência de publicidade, a BBDO, secundada pela Young & Rubican, para organizar e produzir sua campanha televisiva.

  Nesse sentido, podemos afirmar que o surgimento do marketing político deve ser tratado como um subproduto do meio de comunicação de massa mais eficiente, a televisão, que a partir da década de 50 revolucionou costumes e trouxe a necessidade dos políticos se comunicarem de uma forma diferente com seus eleitores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s